terça-feira, 4 de agosto de 2009


Estou me tornando um mutante. Poder especial que nunca imaginei: Mutante de com dois cérebros numa só cabeça.

Eu não aceito. Tampouco é refutável. E pensar que desejava eu somente que asas brotassem em mim; voarrrrr no ar, voar do arrrrrr para o arr.

Nunca serei o pontinho sem graça no céu, feito papel ao léu. Very well!

Um comentário:

... disse...

vou acompanhar-te