quinta-feira, 21 de abril de 2011

Engraçado é quando anoitece e começa a chover e, do nada ou do tudo, percebo a minha solidão se defrontando com o escuro da noite vasta e a sonoridade inquietante do balé dos pingos de chuva.

2 comentários:

Boca da Noite disse...

Ânsia, falas. Pois anseio entrar aqui nesse seu espaço mágico de tu mesmo iridescente.

Inquietas Sombras disse...

Um post tão melancólico quanto um ensaio de piano á tarde.